sexta-feira, 20 de março de 2020





Um conceito básico e muitas vezes óbvio de gestão que muitos empreendedores ignoram é separar as finanças do negócio das finanças pessoais.

Os recursos financeiros do seu negócio não são seus. O dinheiro que entra ou que sobra no seu negócio não é seu. É da empresa, para pagar despesas, investimentos e o que mais precisar.

Você enquanto empreendedor que trabalha no negócio tem direito a um “salário fixo” (retirada pró-labore). Este salário é um custo fixo da empresa e deve estar previsto nas despesas do planejamento financeiro do negócio.

Ou seja, produziu, vendeu, pagou as contas, incluindo seu salário, o restante é da empresa. Se não for assim a empresa nunca terá recursos para se sustentar, para crescer, para ampliar.

Se você está tirando tudo o que “sobra” para você, você pode estar criando “buraco” nas finanças do seu negócio o que pode comprometer a continuidade da empresa. Além de te dar a falsa sensação de que seus recursos pessoais são maiores do que realmente são.

Esta situação é extremamente perigosa para a sua saúde financeira e também da sua empresa. Cuidado!

Determine hoje mesmo um limite para sua retirada e aprenda a viver com este recurso. Se habitue a fazer esta retirada mensal. E crie o hábito de gerir de forma separados os recursos da empresa além de manter suas finanças pessoais controladas.

No início o desafio pode ser grande mas depois os benefícios são muitos. Experimenta e me conta.

E você? Costuma gerir de forma separada estes recursos? Já passou por isso? Me conta.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Posts Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...